Posts tagged ‘cinema’

QUANTOS ANOS VOCÊ TEM?

Houve um tempo em que ou você era bebê ou era adulto. Uma criança era vista como um adulto pequeno, já possuía suas responsabilidades. Fosse estudar pra um dia herdar o trono, fosse trabalhar numa jornada de trabalho igual ou pior a dos mais velhos. Com o tempo o conceito de infância foi criado, assim como o de velhice surgiu a partir do momento que os homens começaram a sobreviver aos anos de trabalho.

Hoje estamos caminhando para nos tornarmos todos crianças até morrer com 100 anos de idade. Aí está a indústria de cosméticos e da moda nos vendendo a eterna juventude. A medicina estética também vai na mesma toada. Toda essa gente esticada que se acha linda e “com cara de nova” está por aí desfilando e se achando o máximo. O cinema é feito “para toda a família”, ou seja, o público inteiro é tratado como se tivesse a mentalidade de uma criança de 6 anos. E os produtores não parecem estar muito errados…

Como diz um dos personagens do filme Cão sem Dono, hoje a adolescência vai dos 12 ao 32.  O que, olha só, ainda me torna adolescente, mesmo com esses dois fios brancos na barba querendo me dizer o contrário. Legal, posso me achar maduro pra fazer o que quiser e ainda ter tempo pra tirar uma soneca quando voltar do colégio, certo?

Sonhamos todos em nos transformar em Zeus, assassinando Cronos e nos tornando o principal deus do Panteão. Só que o Abismo nos mantém sempre acordados, mandando seus sinais.  É o chefe implicando com a vírgula que você botou no lugar errado, é o trânsito ou transporte coletivo roubando horas de sua vida, são as parcelas intermináveis daquilo que você comprou e agora vê que nem precisava tanto assim, é o seu pau que só sobe com uma azulzinha – sempre tem algo pra nos lembrar que não, não somos deuses. E putaqueopariu, como isso é frustrante!

Para um homem, nada dói mais do que fazer um exame de próstata. Numa dedada, toda aquela masculinidade que você lutou por anos pra manter vai por água abaixo. A recusa ao exame é o último bastião permitido para o machismo – é feio querer se dizer superior as mulheres, bater nelas nem pensar, tem que dar satisfação de como gasta o dinheiro, ajudar nas tarefas domésticas, cuidar das crianças, chamar alguém de veado é preconceito, MAS NA MINHA BUNDA NINGUÉM ENCOSTA!!!

É, amigão, sinto te dizer, mas sua hora vai chegar. Vai ter que arriar as calças, ficar de quatro e abrir seu anel pro dedo do doutor poder entrar. E vai ser nessa hora que o Abismo, gargalhando, vai te perguntar: “Quantos anus você tem?”.

outubro 29, 2009 at 11:41 pm 8 comentários

Acenos do Abismo

Nietzsche antes de morrer ficou louco, assinando cartas ora como Dionísio, ora como Cristo. Não se é um avatar de Zaratustra sem pagar o devido preço. Dizem que tudo isso foi por perder a mulher que gostava pra outro cara, o que seria bem típico do século XIX. Nessa época, os europeus se matavam a torto e a direito em guerras, ou trabalhando em minas de carvão ou algo do tipo 18 horas por dia. Num ambiente desses, morrer por amor realmente devia parecer bem romântico.

Mas o nosso filósofo alemão bigodudo favorito não enlouqueceu por amor. O problema dele foi ter encarado o Abismo, e ter sido o primeiro a perceber que o Abismo olha de volta.  Quando afirmou que ao combater monstros podemos nos tornar um deles, foi com conhecimento de causa. Afinal, descobrir o cadáver de Deus e anunciar ao mundo que o Criador está morto deve pirar a cabeça de qualquer um.

Mas isso tudo foi no século retrasado. Hoje estamos no século XXI, a Era da Informação, das Vidas Líquidas, etc. Estamos plugados 24 horas na rede, em meio a um fluxo de informações tão intenso que é impossível tentar absorver tudo. Os paradigmas estão mudando – o socialismo caiu como uma fruta podre, o capitalismo anda mal das pernas e eu mesmo não ando me sentido muito bem. Nossos corpos agora possuem extensões como Ipods, Iphones e qualquer outra coisa que nos insira cada vez mais no mundo virtual, ao mesmo tempo em que nos isolamos cada vez mais no chamado “mundo real”.

Porque até a realidade não é mais a mesma. Quem diz que nosso século começou com a queda das Torres Gêmeas ainda está com o pensamento nos anos 1800. O século XXI foi inaugurado oficialmente quando o filme Matrix estreou nos cinemas. Desde então, o real e o virtual se imiscuíram no inconsciente coletivo. Não tem mais jeito, véio. Pode jogar todas essas suas certezas na lata do lixo, porque a partir de agora tudo estará pra sempre mudando no mundo  – quando você achar que aprendeu algo, vai descobrir logo depois que já surgiu uma versão mais atual, repaginada e remodelada que, quando finalmente você estiver dominando, já estará obsoleta outra vez.

Não é à toa que o fundamentalismo religioso cada vez mais se fortalece em todo o planeta. As pessoas necessitam de certezas para não ter que olhar para o Abismo. E agora ele não só olha de volta, como também se comunica. O Abismo acena para você, amigo. Ele acena e pergunta “Está certo disso?”.

agosto 1, 2009 at 3:18 pm 4 comentários


Agenda

janeiro 2023
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Posts by Month

Posts by Category